sexta-feira, julho 29, 2011

sábado, julho 23, 2011

sábado, julho 16, 2011

sábado, julho 09, 2011

Prisma da semana - Monsanto.



Castelo de Monsanto, Agosto de 2010.


© Fotografia Ângela Camila Castelo-Branco.

sexta-feira, julho 08, 2011

"Entre margens" - O Douro em imagens.



Céu Guarda, Inês d’Orey, Luísa Ferreira e Pauliana Velente Pimentel são as fotógrafas responsáveis pela união das margens do Douro.


A partir de quinta-feira, a avenida dos Aliados e a Praça dos Leões, no Porto, recebem a exposição "Um Douro no Feminino", com 9 das melhores fotografias de cada uma das 4 profissionais.


A exposição está integrada no projecto "Entre Margens", previsto para 3 anos, em que estão previstas cerca de 60 exposições no espaço público, complementadas por cerca de 100 espectáculos e 12 colóquios. As exposições terão lugar nos centros urbanos e históricos de seis cidades da Região do Douro: Lamego, Mirandela, Peso da Régua, Porto, Santa Marta de Penaguião e Vila Real.

In jornal "i"




"Um Douro no feminino"


TERRITÓRIOS DO PRAZER, Luísa Ferreira

"O Douro é uma monumental obra humana construída para o prazer.Construída pelo Homem maravilhado.De S. Leonardo de Galafura, Miguel Torga avistou o Cima Corgo e rendeu-se pela poesia.Desde os esculturais socalcos às iguarias gastronómicas, do mundialmente afamado vinho generoso às hospitaleiras casas de lavoura, é eminentemente um território dos sentidos.Este trabalho desenvolveu-se entre margens numa radial ao Peso da Régua."




FERREIRINHA, Pauliana Valente Pimentel



"Vinicultora do Douro e mulher de ferro, a D. Antónia (Ferreirinha) celebra este ano 200 anos. Este trabalho é uma homenagem a todas as mulheres que estão ligadas à vinha no Douro. Um retrato actual no feminino de pessoas que sempre viveram da vinha, trabalhadoras rurais, enólogas e proprietárias das quintas. Mulheres que fazem do vinho do Douro uma obra de arte. Foram fotografadas 22 mulheres o seu contexto vivencial em Peso da Régua, Canelas, Galafura, Cambres (Lamego), S. Eufémia, Aldeias (Armamar), Folgosa, Vale Mendiz, Pinhão, Sabrosa, Covas do Douro e Vila Real."



NA VIDA REAL, Céu Guarda


“Nós não somos daqui, ao fim de semana vamos para casa…Dividimos uma casa e temos 2 coelhos…Jogamos às carta , vamos ao Bowling cantar… ao Karaoke…Não é mau estudar aqui…Não sei onde vou arranjar trabalho…Vou ficar…Vou voltar…Estamos um bocado isolados…Estudar aqui é mais barato…O ar é bom.”


DOURO INDUSTRIAL, Inês D'Orey

"O Douro, visto por dentro, é mais que socalcos, vinhas, pedra e rio. Para lá das paisagens naturais estonteantes, existe um Douro onde os produtos que nascem da sua terra são transformados e devolvidos às suas gentes.Esta é uma viagem pelos espaços interiores das indústrias alimentares e vinícolas da região do Douro. Espreitam-se os fornos onde são fumadas as alheiras de Mirandela. Em Lamego, registam-se a linha de montagem dos queijos e os armazéns onde maturam os presuntos. No Peso da Régua e em Santa Marta de Penaguião, fotografam-se os depósitos antigos e modernos das quintas vinhateiras, onde o seu vinho pacientemente envelhece. Em Sabrosa, observa-se a arquitectura contemporânea dos armazéns de vinho.Esta é uma viagem pelo Douro Industrial."





Fotografia de Rita Almendra.


Fotografia de Ana Costa.


Fotografia de Vera Lúcia.



Fotografia de Miguel Schreck.


Fotografia de Marcos Oliveira.



Fotografia de Armindo Dias.